Cases

Estudantes de Caxias do Sul participam do Simuladão Geekie ENEM

Estudantes de Caxias do Sul, no Rio Grande do Sul, por meio da parceria entre Instituto CPFL, RGE e Geekie participaram do Simuladão Geekie ENEM. Confira esse case de sucesso!

A marca de todas as operações do Grupo CPFL Energia é criar valor às comunidades onde sua elas estão presentes. O Instituto CPFL, plataforma de investimento social do Grupo, tem como objetivo fomentar a educação, a cultura e a construção de uma sociedade mais igualitária. Na última terça-feira, 17/04, o Grupo deu mais um passo nesta direção, por meio da parceria entre o Instituto, a RGE e a plataforma Geekie, com a realização do primeiro Simuladão Geekie ENEM para estudantes de Ensino Médio das escolas estaduais de Caxias do Sul.

O projeto, financiado pelo Instituto CPFL no RS, por meio da RGE, e operacionalizado pela plataforma Geekie, acontece desde 2017, e beneficia mais de vinte mil estudantes das redes municipal e estadual de Caxias do Sul. Nesta etapa, alunos de 28 escolas estaduais da cidade tiveram a oportunidade de testar seus conhecimentos, que ganharam o reforço da plataforma Geekie, em um simulado preparatório para o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM).

Uma das escolas participantes do Simuladão Geekie foi a Escola de Ensino Médio Galópolis, localizada na Zona Sul de Caxias do Sul.

A estudante do 2º ano Franciele Hammes de Souza, 16 anos, comemorou a iniciativa. Entusiasta da plataforma, a jovem conta que utiliza do programa como complementação das atividades curriculares e como norteador de sua vida estudantil por meio da ferramenta que auxilia no planejamento das atividades. “Eu já tinha feito outros dois simulados. Havia ficado muito nervosa. Hoje não, como já conhecemos o método, o estilo das perguntas, ficou mais fácil. A plataforma tem me ajudado muito nos estudos”, revela a jovem, que ainda não decidiu qual carreira seguirá na vida acadêmica.

A professora Aline Alexsandra Ramos, vice-diretora do turno da manhã da escola, é uma grande divulgadora da plataforma e busca engajar alunos e incentivar os demais professores. “Muito jovens não têm condições de frequentar um curso pré-vestibular. A plataforma se transformou em uma grande alternativa e uma oportunidade única para esses estudantes”, afirma Aline.

Continue a leitura dessa matéria no site do Instituto CPFL clicando aqui.

Leia mais: