Cases

Geekie One e Novo Rumo formam alunos para o vestibular e também para a vida

Além de buscar resultados e aprovação no vestibular, é igualmente importante apoiar os alunos em busca de seus sonhos. Pensando nisso, hoje conheceremos a história de Heloisa Lisboa da Silva, fotógrafa, de 17 anos, e aluna do 3º ano no Colégio Novo Rumo, colégio que utiliza o Geekie One. Vamos lá?  

Heloisa tem 17 anos, e nasceu em 8 de janeiro de 2001: “Elvis, David Bowie, Stephen Hawking – todos nasceram nesse mesmo dia. Fui feita no século passado, mas nasci neste. Sou capricorniana”, confessa a aluna.

“Eu sempre gostei de todo tipo de arte. Minha mãe sempre me levou para exposições em museus de São Paulo, e meu pai gosta de desenhar. O gosto dos meus pais me influenciou muito. Gosto de fotografar porque é uma forma de mostrar o mundo do jeito que eu o vejo”.

E, em ano de pré-vestibular, como Heloisa poderia fazer para equilibrar, em um prato, a fotografia e, em outro, o vestibular e os estudos? “Esse ano tem sido difícil conciliar o que eu gosto de fazer com o que vou fazer ano que vem. Eu estudava em escola pública. Venho fazendo vestibular desde o 9º ano – para ETEC, Federal e Liceu. Passei só na ETEC, mas aí consegui uma oportunidade de bolsa no Novo Rumo, e fui para lá. Desde o primeiro ano do Ensino Médio, faço treineiro do ENEM. E, a partir do segundo ano, comecei a fazer FUVEST, e passei para a 2ª fase. Quero passar esse ano também, meu terceiro e último ano, se tudo der certo!”, diz a estudante.

No meio desse período turbulento, em que há “muita informação na cabeça”, segundo Heloisa, surgiu a ideia do projeto de fotografia dela, chamado Fracionadx. “No 1º ano, tive uma matéria de empreendedorismo. Tivemos que fazer uma feira e, como eu não tinha muita intimidade com pessoas que possuem negócio próprio, saí mandando e-mail para todo mundo, e fui a aluna que mais conseguiu vender stands e mesas. Isso me fez perceber que temos poder de fazer qualquer coisa que quisermos, basta ter vontade”.

Heloisa compartilha um pouco de como funciona seu projeto: “para mim, a fotografia retrata pedacinhos de pessoas. Para fazer essas frações, eu fotografo as pessoas e contextualizo, por um texto, o que me levou até elas. Sempre passo um dia com a pessoa que fotografo para ir conhecendo ela. Não gravo ou anoto nada, só vou conversando com pessoa. Então, tanto a fotografia quanto os textos são a minha visão daquela pessoa, para mostrar para quem está lendo que existe uma pessoa ali que pode te inspirar, e mostrar para quem foi fotografado que ele é importante, para o mundo, e para mim.”

Mas como a Heloisa teve a ideia de fotografar Claudio Sassaki, CEO da Geekie? “Eu tenho uma relação muito próxima com a escola, tanto que muitas frações vieram de lá. Sempre estou em busca de histórias, de gente que me inspira. Um dia, o Thiago Sousa, consultor pedagógico da Geekie, estava no Novo Rumo, e aí eu pensei: ‘o Geekie One faz parte da minha vida, porque tenho estudado por meio da plataforma, e o Sassaki criou tudo isso! Acho que ele tem uma história interessante para contar. Vamos mostrar ao mundo a história dele”. A partir disso, a aluna tomou a iniciativa de entrar em contato com a Geekie, já apresentando uma proposta estruturada para fotografar o Sassaki.

“Ficamos muito felizes e positivamente surpresos com a atitude da Heloisa, a forma que ela nos abordou e o resultado de seu trabalho fotográfico tangibilizou alguma das competências que trabalhamos para desenvolver nos alunos, como autonomia, criatividade capacidade de adaptar sua comunicação para diferentes contextos e públicos”, fala Sassaki.

A Heloisa quer ser cineasta – “é o meu sonho. Sou apaixonada por filmes. Da mesma forma que quero passar algum sentimento com textos e com fotos, quero passar com vídeos e filmes também”. E qual a dica dela para quem quer fazer do que gosta uma carreira? “Acredito que, para buscar meus sonhos, é um passo de cada vez. Por exemplo, comprar a câmera foi um passo, aí eu montei o site do projeto, aí eu vou buscando as pessoas… Acho que a busca dos sonhos é um caminho – e as pessoas vão te mostrando os caminhos”, compartilha a aluna.

Leia mais:

SHARE

Geekie One e Novo Rumo formam alunos para o vestibular e também para a vida