Geekie em Pauta

Ação local, impacto global: sua empresa conectada com o espírito do tempo e das transformações

Cofundador da Geekie, Eduardo Bontempo escreve à Endeavor sobre a importância de olhar para o impacto global de sua iniciativa e entender tendências do seu tempo para que o negócio tenha relevância além da atuação local.

Como estar atento às pautas e demandas mundiais para atuar como parte de um movimento maior que apenas seu próprio produto?

Como empreendedor, considero importante nutrir dois olhares distintos: o local e o global. Como exemplo do primeiro, procuro acompanhar de perto a realidade da educação brasileira, área em que atuo diretamente com a Geekie; é importante ter uma visão clara do contexto de nossas escolas e dos desafios que acabam por prejudicar o desenvolvimento de nossos jovens. Por exemplo, o fato de que 45 milhões de alunos frequentam escolas públicas e, por sua vez, que 48% delas não possuem computadores para uso discente aponta caminhos para soluções mais democráticas. Daí, podemos inferir a importância de desenvolver plataformas acessíveis via celular, digamos, ou que funcionem também offline.

Entretanto, há valor em também estar atento às tendências mundiais. Quais as principais pautas em discussão para se atingir um desenvolvimento sustentável? Quais os grandes desafios comuns enfrentados nas áreas de educação, empregabilidade, sustentabilidade, migração ou saúde?

OLHAR PARA FORA É UMA ESTRATÉGIA PARA DIRECIONAR SUA INICIATIVA DE MANEIRA QUE ELA FAÇA SENTIDO EM SEU CONTEXTO LOCAL — MAS TAMBÉM SEJA RELEVANTE QUANDO SE CONTEMPLA A BIG PICTURE.

Dessa maneira, ela se torna parte de um movimento amplo e significativo, que contribui para o alcance de metas globais e atrai empresas, fundações, organizações e governos que compartilham dessa mesma visão.

Quando pensamos na Geekie, portanto, podemos perceber que sua missão se cumpre em diferentes níveis:

  • Local: democratizando o acesso à aprendizagem personalizada para estudantes de todo o Brasil, com o potencial de igualar o desempenho de alunos de escolas públicas e particulares no Exame Nacional do Ensino Médio, principal porta de entrada para a universidade (de acordo com avaliação de impacto conduzida pelas Metas Sociais); e
  • Global: promovendo abordagens de ensino inovadoras e personalizadas em um momento em que o crescimento exponencial da tecnologia exige um novo perfil profissional e ajudando na inclusão de jovens de diferentes contextos socioeconômicos no Ensino Superior e, consequentemente, no mercado de trabalho.

Continue lendo esse artigo no portal da Endeavor Brasil – clique aqui!

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *