Notícias

Teachers of the World: psicóloga dá volta ao mundo entrevistando professores

10 meses, 30 países, 50 professores. Essa é a história do Teachers of the World, projeto da psicóloga educacional Juliana Spinelli Sinzato, que fala na 15ª edição do GEduc, maior evento de gestão educacional do Brasil.

Cair na estrada foi a solução que Juliana encontrou para dilemas de sua própria rotina de trabalho: enquanto fazia parte de uma equipe de coordenação pedagógica, percebia que a experiência dos professores em sala de aula era desvalorizada nos momentos de tomada de decisão na escola. “Decidi que ia conhecer escolas pelo mundo e trazer algo de novo para o Brasil”, contou. Esse foi o princípio do projeto Teachers of the World, que agora vira um documentário.

Apesar de ter mapeado outras pesquisas dando a volta ao mundo, nenhuma delas, observou Juliana, tinha como foco o professor. “Queria conversar com quem usa um sistema de ensino, quem aplica novas metodologias, quem vê se aquilo funciona ou não”. A missão foi compartilhada: em 2015, a psicóloga realizou as primeiras entrevistas nos Estados Unidos e na Nova Zelândia em parceria com seu namorado, o designer Vinicius Matsuei.

Muitas realidades, um discurso

As diferenças contrastantes entre as escolas visitadas geraram reflexões sobre a Educação brasileira. Nas Filipinas, por exemplo, Juliana encontrou o nosso passado, o ensino que o Brasil tenta superar: tradicional e ainda preso a moldes europeus (o país sofreu colonização espanhola), em vez de adaptado à cultura local.

“Por outro lado, um país que nos surpreendeu foi a Eslovênia, onde conhecemos um modelo de escola totalmente inovador: um internato público que recebe crianças do interior. Lá, os professores são tutores, cada um responsável por cerca de 20 crianças em tempo integral. Além disso, a escola é integrada à comunidade”. Nas férias escolares, por exemplo, a instituição vira hospedagem para visitantes e o dinheiro da estadia arca com as despesas do ano letivo.

Apesar das realidades opostas, Juliana percebeu logo que havia falas comuns a professores ao redor do globo. “Há uma motivação muito humana em dar aulas”, afirmou a psicóloga. “Quando perguntamos ‘por que você é professor’, ouvimos respostas sobre o sorriso das crianças, a alegria de ver um aluno sair de um lugar e conquistar outro”. Outra constante é a expressão apesar de. “Apesar das condições desfavoráveis, apesar de não ter voz, apesar de… Vale a pena continuar”.

A voz dos professores no GEduc

No dia 29 de março, Juliana participa da 15ª edição do GEduc, no Hotel Maksoud Plaza, em São Paulo. Ela conta que, após ouvir tantas vozes com o Teachers of the World, sente a responsabilidade de representar o professores em um ambiente de gestão escolar, para quem tem o poder de mudança. “Em todos os lugares por onde passamos, os melhores projetos foram aqueles que ouviram os professores e a comunidade. No entanto, a escuta está precária. Essa é a bandeira que eu vou levantar”, explicou.

GEduc 15 anos

Quando: 29, 30 e 31 de março de 2017

Onde: Hotel Maksoud Plaza, em São Paulo

Clique aqui para saber mais e realizar sua inscrição!

Saiba mais sobre o projeto Teachers of the World!

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *