Notícias

O que é Sistema B?

E se você pudesse ser parte de uma empresa que, em vez de planejar ser a melhor do mundo, quisesse ser melhor para o mundo? Com esse questionamento e o propósito de redefinir o conceito de sucesso nos negócios, surgiu o B Lab nos EUA, em 2006. E a Geekie faz parte desta rede!

Esse novo conceito de sucesso é baseado na noção de empreendedorismo social onde o poder dos negócios deve ser utilizado como uma força para o bem, solucionando os principais desafios sociais e ambientais da sociedade. Esse discurso é apoiado também pelo vencedor do Nobel da Paz Mohammad Yunus, e é com essa visão que o Sistema B pretende construir uma economia mais inclusiva, resiliente e compartilhada, ao facilitar o caminho dos negócios sociais através da construção de um ecossistema favorável para fortalecê-los. Ou seja, além de fortalecer as empresas em si, o grupo fortalece a infra-estrutura e as ligações entre as empresas para que elas sejam interdependentes e autônomas, sempre de forma sustentável.

GOSTEI DA MISSÃO! MAS COMO O GRUPO OPERA?

No Brasil, a B Lab é representada pelo Sistema B desde 2013, que também é a matriz latino-americana. A forma de operação se baseia na criação de métricas eficientes que indicam quais empresas são sustentáveis, respeitando a importância dos desempenhos ambiental, social e financeiro da mesma forma, sem hierarquia. Vale lembrar que as métricas estão em linha com os objetivos de desenvolvimento sustentável da ONU.

E se as métricas existem sem hierarquia, assim também é a mentalidade do grupo: o Sistema B conta com uma estrutura horizontalizada de seus executivos e colaboradores e realiza a mediação das empresas B, fomentando o compartilhamento de melhores práticas e construção de novas redes entre diferentes agentes do grupo. Esse braço de mediação faz parte do grupo de iniciativas que buscam empoderar as empresas B, que ainda conta com a frente legislativa, o Grupo Jurídico B, e a de promoção do conhecimento, feita através da Academia B.

CONHECI O SISTEMA B. MAS E AS EMPRESAS B?

Se o B Lab conta com mais de 2000 empresas no mundo, no Brasil já são 92 certificadas – número que vem crescendo a cada mês: só em julho foram 4. Como é de se esperar, o perfil das companhias é variado, passando pela Natura, uma gigante de capital aberto (inclusive, foi a primeira empresa capital aberto a se tornar Sistema B no mundo), até startups em processo acelerado de expansão, como a Avante e a Geekie. Mesmo com mais da metade das empresas tendo menos de 50 funcionários, se somarmos as receitas de todas elas, o faturamento total já chega a marca de incríveis R$7.9 bilhões.

Falando em faturamento, um negócio social sustentável sempre inclui a esfera financeira e ela não foi esquecida nessa redefinição de sucesso. O GIIRS (Global Impact Investing Rating System) é o relatório de impacto socioambiental que objetiva conectar as empresas B com fundos de investimento que buscam empresas de impacto positivo para compor seus portfólios. Em outras palavras, é o documento oficial do grupo que tem como objetivo estabelecer o canal entre as empresas B e os investidores, garantindo acesso aos recursos financeiros que o grupo precisa para fortalecer o ecossistema.

Enfim, o Sistema B participa desde a certificação, passando pelo assessoramento e mediação entre diferentes empresas, articula ações de políticas públicas através do grupo jurídico e a captação de recursos financeiros, chegando a promover conhecimento sobre o grupo e melhores práticas, mesmo fora do grupo. Deu pra entender porque por aqui a gente chama de Sistema B, não é? Então, se você quer que sua empresa seja parte da transformação de um mundo mais inclusivo e compartilhado ou apoiar algumas das 92 empresas que já fazem parte do grupo, fique de olho no Sistema B!

Gustavo Prista é formado em Economia, mestre em Administração de Empresas (COPPEAD/UFRJ) e apaixonado por inovações de impacto socioambiental. Por esse motivo, sua dissertação foi sobre adoção e disseminação de inovações no setor educacional no Brasil e pesquisa atualmente sobre a sustentabilidade de projetos socioambientais financiados via crowdfunding. Escreve sobre autoconhecimento e estilo de vida sustentável no https://medium.com/@gusprista . Contato: gprista@gmail.com

2 Comments

  1. 9 de agosto de 2017 at 20:29 — Responder

    Excelente texto!!!
    Assunto de enorme importância que deve ser difundido.
    O autor escreve com muita clareza!

    • Foto de perfil de Bianca Sonnewend
      10 de agosto de 2017 at 11:20 — Responder

      Oi Ketza, que legal seu comentário!
      Vamos compartilhar seus pensamentos com o Gustavo Prista.
      Caso quiser, pode ler mais textos dele aqui e entrar em contato pelo e-mail gprista@gmail.com.
      No fim de agosto e em setembro teremos mais posts sobre o assunto.
      Continue nos acompanhando!
      Abraços 😉

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *