Notícias

Como usar o Geekie Lab para a Recuperação Contínua

Recuperação contínua evita que as dificuldades dos alunos se acumulem até o fim do ano. Como o ensino adaptativo do Geekie Lab é usado nessa estratégia?

Recuperação contínua é uma estratégia pedagógica que visa evitar o acúmulo de defasagens e, ao mesmo tempo, favorecer um trabalho de recuperação mais profundo. Com frequência, as dificuldades dos alunos se acumulam até o final do ano – para que só então, com pouco tempo, a escola tente resgatar aprendizados que precisariam de mais tempo e atenção para de fato serem assimilados.

Em vez disso, a recuperação contínua organiza avaliações e monitoramento constantes ao longo do ano. A partir dos diagnósticos, são elaborados planos de estudos que levam em consideração as particularidades de cada aluno, assim como o tempo disponível para que ele adquira cada competência.

A ideia é que esse processo possa fazer parte do planejamento pedagógico da escola, sendo pensado como mais uma das etapas contínuas de aprendizagem dos alunos; principalmente daqueles que encontram maior dificuldade para acompanhar o andamento geral de sua turma.

Leia mais: Tecnologia pode diminuir – ou AUMENTAR – a desigualdade na educação. Entenda!

Por que aplicar a recuperação contínua?

“Se as dificuldades não são sanadas de imediato, elas vão se somando. Aqueles conteúdos que são pré-requisito para outros vão gerando novas dificuldades, que passam a crescer como uma bola de neve, ficando muitas vezes intransponíveis”, escreve Maria Celina Belchior no livro O Sucesso Escolar através da Avaliação e da Recuperação.

Estes são os principais benefícios da recuperação contínua:

  • A possibilidade de detectar e eliminar defasagens de aprendizagem;
  • A garantia de que os alunos tenham todos os conhecimentos necessários para avançar na vida acadêmica;
  • O respeito às diferenças dos alunos, oferecendo oportunidades alternativas de aprendizado conforme suas dificuldades;
  • A criação de um significado mais profundo e eficaz aos processos de recuperação;
  • O desenvolvimento de atividades pedagógicas a partir de avaliação contínua e monitoramento do aprendizado dos alunos.

O Geekie Lab no processo de recuperação contínua

Recuperação contínua com Geekie Lab

  1. Usando o plano de estudos personalizado. Dependendo da profundidade com que o Geekie Lab está inserido na rotina escolar, é possível utilizar diferentes abordagens: ou os alunos estudam fora do horário escolar, enquanto a plataforma se encarrega de sugerir os conteúdos mais indicados para cada aluno; ou a escola reserva horários fixos para o uso do Geekie Lab na grade de aulas regular. Neste caso, é importante que o aluno reveze as disciplinas do plano de estudos para que ele possa realizar a recuperação de forma global.
  2. Usando a tarefa de casa. O professor pode utilizar esse recurso ao final da apresentação de alguma matéria para fazer um mapeamento do entendimento da turma e de cada estudante em relação ao tema estudado em sala de aula. Dessa forma, o professor será capaz de identificar as questões que geraram maior dificuldade para a turma e trabalhar sobre elas com maior atenção. Além disso, também é possível identificar os alunos que precisam de atenção especial.
  3. Usando a indicação de aulas. Uma vez que as dificuldades da turma foram mapeadas com a Tarefa de Casa, o professor tem a possibilidade de indicar aulas do Geekie Lab que complementem revisem certos assuntos ou complementem o que foi coberto em sala de aula. Além de selecionar aulas dirigidas à turma como um todo, ele pode enviar materiais específicos para atender às necessidades específicas de um aluno. Essas indicações aparecerão na tela inicial do aluno quando ele acessar a plataforma.

Leia mais: Como a Tarefa de Casa valoriza o tempo do professor

Case de sucesso: SESI Paraná inova com tecnologia e projetos interdisciplinares

Boas práticas para a recuperação contínua

Há diversas estratégias que a escola pode colocar em prática para ampliar os resultados da recuperação contínua:

  • Combinar momentos de estudo online (pelo Geekie Lab) e presencial;
  • Aplicar dinâmicas de aprendizado colaborativo, nas quais alunos com maior domínio do tema ajudam aqueles que têm mais dificuldade;
  • Oferecer momentos de atenção para grupos reduzidos de alunos que tenham maior dificuldade;
  • Sugerir conteúdos complementares que apresentem novas visões de um mesmo tema ou relacionem o assunto com a realidade da turma;
  • Planejar aulas voltadas para assuntos específicos que geraram maior dificuldade para o grupo.

Leia mais: Peer to peer: 5 passos para a aprendizagem por pares

Ebook gratuito: 9 estratégias pedagógicas com as plataformas Geekie

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *