Infográficos

Infográfico: 12 características do professor 3.0

Os educadores holandeses Erno Mijland and Rob Mioch publicaram um artigo listando as doze características comuns ao professor 3.0. Suas ideias foram reproduzidas e traduzidas para o inglês no site Education Futures – e, aqui, livremente traduzidas para o português. Confira o infográfico!

O papel do educador se transforma com a chegada da Educação 3.0. Ainda que grandes nomes da educação tenham proposto, já no século passado, um professor mentor, cujo trabalho é esclarecer caminhos e facilitar o aprendizado, como substituto ao professor detentor de todo o conhecimento, até hoje, poucas escolas se atreveram a tirar esse novo profissional do discurso.

Na educação tradicional, o professor é o centro da sala de aula: basta uma rápida observação da configuração do espaço escolar. Todas as carteiras, alinhadas, são voltadas ao professor. Mesmo em uma roda de Educação Infantil, é ele quem ocupa o centro. O professor é um indivíduo superior, por idade e experiência, que decide quais conteúdos devem ser transmitidos e como devem ser transmitidos, com pouca ou nenhuma influência das vontades e interesses de seus pupilos.

A chegada da tecnologia, a reorganização dos espaços de trabalho e a consequente onda da Educação 3.0 tornaram esse modelo inviável. Primeiramente, porque o acesso cada vez mais democrático à informação deixa explícito que o professor já não é a única forma de se adquirir conhecimento. Com a velocidade das novas descobertas científicas, mesmo o conteúdo que o professor aprendeu em sua formação acaba sendo datado e descartado rapidamente. Enquanto isso, seus alunos, nativos digitais, atualizam-se em alguns cliques no celular.

Pode-se concluir, portanto, que o professor 3.0 estará em constante formação. Mas esse é apenas o começo! Na Educação 3.0, o professor deixa de ser o sol, o centro da sala de aula, para orbitar em torno de seus alunos. Sem a obrigação de ser fonte exclusiva de conhecimento, ele adquire maiores responsabilidades: a de compreender seus alunos, orientá-los individual e coletivamente, coordenar projetos e atividades, introduzir novas ferramentas (ou ferramentas conhecidas, mas com novos propósitos) e provocar reflexões.

Ele usa a tecnologia como instrumento para conectar pessoas, ideias, soluções, para acompanhar o desenvolvimento da turma e para potencializar a aprendizagem – mas a tecnologia, em si, não é o foco e nem deveria ser. O professor 3.0 valoriza a troca de experiências, o desbravamento de novos caminhos e a produção coletiva.

Confira as características do professor 3.0!

Conteúdo retirado do ebook “Educação 3.0”, desenvolvido pela Geekie. Para fazer o download, clique aqui.

Professor 3.0

Para baixar o infográfico, clique na imagem.

Leia mais:

4 Comments

  1. 4 de outubro de 2017 at 08:17 — Responder

    Prezados amigos, em nossa loja maçônica, optamos pela educação, como forma de trabalharmos pela melhora da qualidade de vida na comunidade do nosso entorno.
    Estamos planejando o desenvolvimento de alguns projetos voltados para a disseminação de conhecimentos e gostaria de conhecer mais experiencias que possam ser aplicadas.

    Fraternalmente
    João Paulo

    • Foto de perfil de Bianca Sonnewend
      4 de outubro de 2017 at 11:36 — Responder

      Olá João, tudo bem?
      Que legal!
      Você pode ler mais sobre o conteúdo navegando no nosso blog, info.geekie.com.br.
      Temos muitos conteúdos interessantes sobre disseminação de conhecimentos, seja na sala de aula, seja virtualmente.
      Abraços,

  2. 4 de outubro de 2017 at 08:46 — Responder

    Prezados e prezadas.
    Na minha antiga loja.’., não tive a oportunidade de realizar alguns projetos de educação para a comunidade do entorno.
    Mais por falta de tempo mesmo. No entanto creio que formar parcerias com entidades e organizações, na busca de patrocínios e apoios é sempre bem vindo.
    Fica a dica e boa educação à todos.
    Fraternalmente,
    Jefferson Cabral
    Taubate/SP
    TFA.’.

    • Foto de perfil de Bianca Sonnewend
      4 de outubro de 2017 at 11:37 — Responder

      Olá Jefferson, tudo bem?
      Obrigada por compartilhar a sua experiência!
      Você pode ler mais sobre educação navegando no nosso blog, info.geekie.com.br.
      Abraços,

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *