Notícias

O poder de aprender: Por que 2016 foi o ano da Geekie

A Geekie começou em 2011, em um galpão (que, aliás, inundava sempre que chovia). Muito mudou até 2016, ano em que chegamos a 5 milhões de jovens de todas as regiões do Brasil. Hoje, somos referência em tecnologia educacional e contamos com profissionais de destaque em suas áreas de atuação, do desenvolvimento de software à assessoria pedgógica! Conheça nossa história e saiba por que esse foi o ano da Geekie!

Uma, cem, mil, cinco mil escolas. A Geekie começou, é claro, pequena: uma startup de cara jovem, com empreendedores determinados trabalhando em um galpão, aproveitando ao máximo nossos escassos recursos. Quando chovia, era uma correria – inundava tudo. Mas compensávamos a falta de estrutura com dedicação e propósito; a nossa meta sempre foi oferecer educação de qualidade, através de tecnologia acessível a todos.

Mil, um milhão, cinco milhões de alunos. Aos poucos, fomos atraindo grandes talentos: competimos pelos melhores desenvolvedores do mercado; montamos um time de assessoria pedagógica e de avaliação com profissionais que viveram a sala de aula. Esse pessoal veio com olhos brilhando e muita vontade de deixar sua marca na Educação brasileira que, como sabemos, tem muito espaço para melhora. A ideia era fazer bem feito, fazer rápido, aprender com os erros – e, com larga escala e parcerias, tornar o acesso também cada vez mais democrático.

A Geekie em números em 2016

Acho que é clichê que, nessa época de encerramento de um ano e planejamento para o próximo, a gente olhe para trás com orgulho e saudade. 2016 foi o ano para a Geekie. “O ano”, aquele em que sonhamos chegar quando ainda éramos meia dúzia de nerds no galpão: foi quanto impactamos 5 milhões de estudantes de 99% dos municípios do Brasil. Estivemos em escolas públicas e privadas, em capitais e no interior, apoiando tanto alunos de Ensino Médio quanto aqueles que ainda lutam para entrar no curso dos sonhos após anos de tentativas.

Grande parte desse marco foi por conta da solução Geekie Games, oferecida gratuitamente pelo programa Hora do Enem – uma parceria entre MEC e SESI que foi utilizada mais da metade (57%) dos candidatos do Exame Nacional do Ensino Médio 2016! Deles, 82% eram alunos da rede pública ou privada com bolsa. Com acesso a videoaulas, exercícios e simulados que cobriram 83% dos conteúdos que caíram no Enem, muitos deles foram os primeiros de suas famílias a conquistar uma vaga no Ensino Superior.

Histórias para seguir em frente

Medimos nosso sucesso em números, mas também em histórias: como a da estudante Gabriela, de 17 anos, que mora no interior de Minas Gerais. Essa semana, Gabriela nos mandou um vídeo – em formato de selfie, gravado com o celular – em que conta como também está dispensando esforços para melhorar a Educação de sua cidade. Prova de que não há idade para começar, cada passo em frente ajuda. Gabriela criou um “grupo de estudos um pouquinho diferente”, como explicou, em que foi monitora de matemática, química, física e biologia para alunos da escola pública de sua cidade.

“Apesar de muitas pessoas terem falado que não valia a pena, que eu estava perdendo meu tempo e deveria focar na minha preparação, eu fui até o fim. E aprendi muito com isso. Porque conheci novas pessoas, conheci uma realidade diferente da minha e criei uma nova perspectiva sobre a Educação no Brasil“, contou a estudante. Vamos concordar: se esse é o discurso da geração que está por vir, estamos em boas mãos! É nosso dever apoiá-los para que conquistem seus objetivos, gerando oportunidades, não empecilhos, através dos recursos de que dispomos.

Essa é apenas uma dentre milhões de jovens cujas vidas a Geekie tocou em 2016. É uma honra que nossa empresa, que há cinco anos engatinhava, tenha crescido e contribuído para essa mudança. Por isso, convidamos você a compartilhar desse sentimento conosco; abaixo, estão mais depoimentos de estudantes brasileiros que utilizaram o Geekie Games e agradecem a chance de aprender melhor:

Nós acreditamos em seu potencial e em seu futuro. Acredite  com a gente! #tamojunto

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *