Cases

Engajamento de professores e alunos é motivo de sucesso do Objetivo Porto Velho

Os alunos do colégio são engajados no uso do Geekie Lab e entram por si só – até pedem para o professor passar atividades na plataforma. Confira as boas práticas do Objetivo Porto Velho!

O Colégio Objetivo Porto Velho existe há 37 anos e foi a primeira escola privada no estado de Rondônia a oferecer Ensino Médio integral. De manhã, os alunos cumprem currículo normal e, à tarde, fazem um aprofundamento de estudos, onde realizam exercícios de complexidade maior, têm aulas de laboratório e fazem uso de novas ferramentas, como as soluções da Geekie.

O colégio é parceiro da Geekie há quase 3 anos. Em 2015, resolveram fazer um projeto piloto com a aplicação do Geekie Teste – e gostaram muito dos resultados. Hoje, utilizam o Geekie Lab e o Geekie Teste do 9º ao 3º ano. Entrevistamos Philip Auzier, coordenador pedagógico do Ensino Médio Integral do Objetivo Porto Velho.

Complemento à aula do professor

Objetivo Porto VelhoO Objetivo Porto Velho utiliza o Geekie Lab de várias maneiras. Todos os alunos, e principalmente os pré-vestibulandos (termo usado para se referir aos alunos do 3º ano), são constantemente incentivados a usarem a plataforma fora do horário de aula para aprofundar seus estudos.

O colégio vê o Geekie Lab não só como um complemento da aula, mas também como um facilitador da compreensão de um assunto mais complexo.

Philip fala sobre o caso de um aluno que irá usar o Geekie Lab como complemento às aulas durante um período de ausência: “Um de nossos estudantes vai passar 15 dias fora da escola em um período antecedente às provas. A mãe dele nos procurou apreensiva porque ele estaria perdendo aula e depois teria que fazer as provas. Para resolver essa situação, nós vamos montar um plano de estudos para que o aluno seja capaz de acompanhar as aulas dadas em classe por meio do Geekie Lab. Assim, ele conseguirá fazer as provas normalmente e ainda poderá assistir às aulas do Geekie Lab em qualquer lugar que estiver – como se estivesse na sala de aula.”

Philip destaca que os professores costumam indicar exercícios para tarefa de casa ou para resolvê-los em sala de aula. Em ambos os casos, os educadores têm acesso a informação de quantos alunos fizeram as atividades e quantos erraram ou acertaram. Os professores também indicam videoaula para os alunos assistirem em casa.

Direcionamento do plano de aula

Já o Geekie Teste foi utilizado para direcionar o trabalho do professor. Philip diz que “ajuda o educador a saber como direcionar as aulas dele no período próximo do ENEM, a saber como está o aluno e como fazer a turma se dar bem no ENEM”.

A partir do simulado, Philip percebeu resultados interessantes em vestibulares tradicionais, como Fuvest, e também no ENEM. O coordenador diz que está sempre “cruzando resultados para que o professor esteja sempre munido de informações”.

Engajamento é a palavra chave

Philip diz que os estudantes “adoram. É uma forma de sempre fazerem revisões, antes da prova e antes dos vestibulares.”

No início, o engajamento de professores era um problema. “Hoje, eles entenderam que a Geekie existe para facilitar a vida do educador, não complicar. O professor sente que precisa ver o que está acontecendo no Geekie Lab”, diz Philip.

Com essas práticas, o colégio foi 1º lugar no ENEM 2016 em Rondônia – e pretende ser também em 2017.

Leia mais:

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *