Cases

Montessori Alagoas investe na autonomia do aluno como diferencial

O Colégio Maria Montessori, em Maceió, combina tecnologias educacionais com iniciativas especiais a fim de desenvolver o aluno de forma completa, focando na sua autonomia.

A escola segue o método montessoriano, que foca no desenvolvimento do aluno de forma interdisciplinar e objetiva despertar o interesse do estudante de forma espontânea, utilizando estratégias para transformar  a  proposta  curricular em  conhecimento  e experiência reais. Hoje, o colégio oferece aulas para todas as etapas da Educação Básica (Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio).

O Montessori ainda considera para sua formação integral os pilares que fundamentam a Educação Montessoriana, sendo: 1. Autoeducação; 2. Educação como Ciência; 3. Educação Cósmica; 4. O Ambiente Preparado; 5. O Adulto
Preparado; 6. A Criança e o Adolescente Normalizado; 7. A Parceria da Família; 8. A Inovação Tecnológica.

Parceiro da Geekie desde 2015, o Montessori utiliza as soluções Geekie para seus alunos das 1ª, 2ª e 3ª séries do Ensino Médio.

O foco no desenvolvimento da autonomia do aluno é o diferencial mais marcante do colégio. Os alunos não se preparam só para o ENEM ou vestibulares, preparam-se para a vida. “Trabalhamos com o jovem para que ele seja responsável e protagonista de suas ações”, menciona Tania Almeida, coordenadora pedagógica da área de Códigos e Linguagens e da Formação Continuada de Professores. Tania é é formada em Letras com especialização em Avaliação Educacional e Mestre em Língua Portuguesa e Literatura. Como professora possui 32 anos de experiência na educação.

Além disso, o Montessori acredita que fortalecer o trabalho do aluno em casa traz bons resultados para a comunidade escolar. Por isso, orienta a família do estudante a ter conhecimento das vantagens das soluções em tecnologia educacional e, consequentemente, para motivar o estudo do aluno. 

Geekie Teste e o Montessori

O colégio faz uso do Geekie Teste, ferramenta de avaliação externa que auxilia a tomada de decisões pedagógicas, garantindo a eficiência do ensino e gerando informações sobre o desenvolvimento cognitivo de cada aluno.

A partir dos resultados desta avaliação, é gerado um relatório completo com dados sobre os alunos e as turmas, com pontos fortes e pontos fracos do aluno, que possibilita à escola gerar um plano personalizado de estudo, otimizando as aprendizagens e focando nas lacunas para superá-las.

Geekie Lab e o Montessori

Além de usar a avaliação externa para medir o desempenho das turmas, o Montessori também faz uso do Geekie Lab, plataforma de apoio ao professor, que oferece videoaulas, resumos e exercícios para complementar o conteúdo de sala de aula e traçar estratégias de aprendizagem personalizadas para cada aluno.

A solução vem sendo usada como ferramenta complementar às aulas dos professores. Os educadores de Ciências da Natureza (Biologia, Química e Física) são os que mais se envolveram. O destaque vai para a professora de Biologia, Cibele, que tem uma sistemática de acompanhamento do uso da ferramenta por aluno. “Quando passa a atividade, ela faz a cobrança, coloca um prazo e acompanha”, diz Tania.

A funcionalidade mais utilizada pelos professores é o envio de videoaulas para os alunos. De acordo com a coordenadora, “os vídeos funcionam para aprofundar, fora do horário de aula, o conhecimento do aluno, além de chamarem bastante atenção”.

Nelmario Barros, coordenador do Núcleo de Apoio ao vestibular no Montessori, menciona que o nível de acesso dos alunos no Geekie Lab, nas semanas antes das provas, aumenta consideravelmente: “Como as videoaulas são curtas, os alunos entram para estudar os conteúdos das provas”. Para motivar este uso da plataforma fora do horário de aula, é essencial existir uma relação forte entre pais e escola.

 

Iniciativas especiais para o aluno

Mesmo utilizando o Geekie Lab e Geekie Teste em conjunto, o Montessori vai além e investe em três iniciativas, cada uma com características especiais, que ajudam no aumento do engajamento dos alunos, como: na relação entre pais e escolas, na obtenção de uma nota maior no ENEM e em diversos vestibulares, além da formação integral, que é sua prioridade.

O colégio oferece aos alunos turno e contraturno – uma atividade pedagógica que complementa a carga horária de todos os alunos do Ensino Médio. Os estudantes têm pelo menos um dia de aula à tarde durante a semana, com matérias das áreas de exatas, natureza, linguagem e até redação, para auxiliar o aluno na preparação para o ENEM e demais provas. Perto da época dos vestibulares, é disponibilizado aos alunos tempo de estudo em vez de aulas.

Os estudantes do Ensino Médio também fazem monitoria, em que grupos de alunos preparam aulas e exibem-as para os colegas, com orientação do professor. A monitoria ajuda no engajamento da escola com a família, pois, como Tania menciona, os “pais buscam os colegas em casa para ajudar seus filhos a aprender e tirar dúvidas”. No final da aula, o educador realiza uma “síntese, dando feedback de conceitos abordados inadequadamente, tudo com intervenção do professor”. Esse é um formato que vem dando muito certo, e é acompanhado diretamente pelo Núcleo Psicopedagógico da escola, destaca a coordenadora.

Além disso, os alunos podem participar dos aulões de mega revisão de conteúdos, que ocorrem na época que antecede o vestibular. É um dia inteiro de aula com professores do colégio e convidados para todas as séries do Ensino Médio.

Desafios da educação atual

No contexto atual de tecnologia, existe a necessidade de modernizar as escolas. O colégio está apostando em ferramentas e projetos inovadores que atualizam o processo de ensino e aprendizagem de professor e aluno do Montessori.

Você também pode gostar de ler…

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *