Infográficos

Infográfico: As 5 fases para integração da tecnologia em sala de aula

INFOGRÁFICO EXPLICA OS 5 NÍVEIS DE INTEGRAÇÃO DA TECNOLOGIA EDUCACIONAL, DESDE UMA SIMPLES ALTERNATIVA PARA O MATERIAL FÍSICO ATÉ A CRIAÇÃO DE PROJETOS TRANSFORMADORES. ENTENDA:

Quando falamos sobre a integração da tecnologia à sala de aula, nem sempre entendemos o isso quer dizer. A integração tecnológica pode acontecer em vários níveis, dependendo da familiaridade do professor com as ferramentas digitais, do apoio da gestão e investimento de recursos em tecnologia de qualidade e, é claro, do currículo e metodologia da escola.

Em alguns cenários, a tecnologia serve como apoio para a transmissão de conteúdo, sem realmente alterar as organizações e hierarquias na classe. Em outros, ela permeia todas as construções da escola e proporciona autonomia aos alunos. Nenhum uso está incorreto, mas podemos perceber logo de cara que o primeiro é mais superficial.

Leia mais: O que é Ensino Híbrido, na teoria e na prática.

Conectivismo: pessoas conectadas aprendem melhor

A integração da tecnologia transforma

A verdadeira integração da tecnologia ocorre quando o mundo digital não fica mais restrito a uma disciplina ou projeto específico – como uma aula de informática – e seu uso se torna essencial para o maior aproveitamento do conteúdo. Um educador que aplica a tecnologia de maneira adequada provavelmente está pensando: “eu não poderia fazer isso sem ela”.

No infográfico abaixo, você confere quais os 5 estágios para a integração da tecnologia na sala de aula – em qual etapa você identifica sua própria rotina pedagógica?

Integração de tecnologia na sala de aula: 5 fases para a inovação

Essas transformações não acontecem de um dia para o outro – mesmo crianças e jovens, considerados “nativos digitais”, necessitam de orientação quando começam a utilizar a tecnologia como ferramenta de aprendizado. Esse não é um hábito comum e não aparece naturalmente: eles podem saber muito bem como baixar músicas, mandar mensagens e procurar as respostas da tarefa na Wikipedia; usar a tecnologia para desenvolver projetos de qualidade já é outra história.

Portanto, a integração da tecnologia só estará completa quando os estudantes forem além da familiaridade com as ferramentas para a capacidade de analisar, escolher e construir as ferramentas adequadas para cada trabalho. Esse é um projeto ambicioso que precisa ser abraçado por toda a escola!

Ebook: As ferramentas digitais mais populares em sala de aula

Ebook: Por que o professor precisa ir além do datashow

Em qual fase de integração tecnológica está sua sala de aula? Conte para a gente nos comentários!

2 Comments

  1. 19 de maio de 2016 at 15:33 — Responder

    Excelente!
    Precisamos inovar e – a toda ação corresponde uma reação – de modos que para a área de matemática, assim como, para as demais disciplinas é notório o aumento da eficácia da produção quanto ao processo ensino-aprendizagem.

  2. 30 de agosto de 2017 at 20:40 — Responder

    Sou cursistas e preciso interagir…com infográficos…

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *