Colunas

Growth mindset: como a mentalidade de crescimento pode ajudar na Educação

É possível aprender qualquer coisa quando se tem growth mindset (mentalidade de crescimento). Este é o tema de estreia de Claire Arcenas, professora com mais de 15 anos de experiência e designer pedagógica da Geekie.

Carol Dweck, professora de Psicologia da Stanford University, conduziu uma pesquisa de mais de 30 anos sobre como as pessoas alcançam o sucesso. Seu trabalho mostra que existem dois tipos de mindsets (mentalidades ou atitudes mentais) nas pessoas: o fixed mindset (mentalidade fixa ou atitude negativa) e o growth mindset (mentalidade de crescimento ou atitude positiva).

Explorar nossos mindsets nos ajuda a reconhecer as diferenças de nossas atitudes e nossos comportamentos nas situações desafiadoras que surgem em nossas vidas, inclusive no aprendizado.

O exemplo de Albert Einstein

Segundo Einstein, “Quem nunca cometeu um erro é porque nunca tentou nada novo.”. O pai da física moderna teve muitos problemas durante a sua vida, mas entendeu, com o tempo, que o processo de aprendizagem é um desafio. Quando criança, ele demorou a aprender a falar e a ler. Depois de falhar nos exames de admissão para as universidades, ele precisou tentar de novo. O que a maioria de nós veria como um fracasso era definido por ele como sucesso em progresso. Arriscar é fundamental em nosso processo de aprendizagem e assumir riscos envolve usar diferentes estratégias para avaliar e resolver os problemas que enfrentamos.

O cérebro de Einstein cresceu e se transformou conforme foi sendo desafiado. Einstein nos ensina que a prática constante, e também o próprio fracasso, são necessários para obter sucesso.  Einstein é Growth Mindset.

É possível aprender qualquer coisa

“Se soubéssemos o que estávamos fazendo, isso não seria chamado de pesquisa, certo?” – Albert Einstein

O que é realmente necessário para aprender as coisas? Por que é importante encarar desafios durante o processo de aprendizagem? Como podemos treinar nosso cérebro para fazer conexões significativas?

Explorar essas perguntas utilizando a lente do mindset nos ajuda a entender como nossas atitudes (negativas e positivas) nos fazem sentir e como abordamos os desafios que surgem em nossas vidas.

Mindset é um modo de pensar. É a maneira como nossos cérebros elaboram as coisas que fazemos (metacognição). Nosso mindset nos ajuda a olhar para os problemas, e até para os erros, de modo positivo ou negativo.

Novas pesquisas revelam que, com o esforço e a prática constante, somos capazes de causar mudanças incríveis e duradouras em nossos cérebros. A neuroplasticidade é a capacidade do cérebro de mudar a si mesmo ao longo de nossas vidas. Nossos cérebros têm uma alta capacidade de se adaptar a novas situações. Eles crescem e se fortalecem diante dos desafios.

O cérebro é como um músculo. Do mesmo modo que exercitar nossos músculos torna-os mais fortes, exercitar nosso cérebro (quando aprendemos coisas novas) também o torna mais fortes.

É nossa paixão pela aprendizagem que alimenta o nosso desejo de crescer.

“Educação não é a aprendizagem dos fatos, é o treinamento da mente para pensar.” – Albert Einstein

Quando criamos oportunidades desafiadoras para os estudantes, eles desenvolvem a habilidade de focar no processo de aprendizagem, e não no resultado final. Incentivar uma cultura de pensamento dá ao estudante a oportunidade de desenvolver o pensamento crítico diante das diferentes situações de aprendizagem que surgem no dia a dia da escola. Lembre-se de que as oportunidades são veículos para aprender… mas essas oportunidades precisam ser desafiadoras para que os estudantes pensem (Ron Ritchhart).

Explorando os mindsets

“Não podemos resolver nossos problemas com o mesmo pensamento de quando os criamos.” – Albert Einstein

Growth (crescimento) significa desenvolver, mudar, amadurecer e evoluir. Coisas vivas, como plantas, animais e pessoas, crescem, assim como o nosso cérebro. De acordo com as pesquisas de Carol Dweck, growth mindset permite que as nossas habilidades estejam em constante evolução. Adquirir um growth mindset nos ajuda (e a nossos estudantes) a entender que a mudança é possível.

Pessoas com growth mindset bem desenvolvido acreditam que a sua inteligência melhora cada vez mais pela aprendizagem. O caminho do sucesso está no seu esforço e na sua prática dedicada ao longo do tempo (Endeavor Brasil).

Exemplos de pensamentos de pessoas com um growth mindset desenvolvido…
“Meu esforço e minha dedicação me ajudam a ter sucesso.”
“Terei sucesso se puder criar estratégias apropriadas para resolver os problemas.”

Os estudantes que desenvolvem um growth mindset aprendem que são capazes de ter sucesso em todas as áreas, e também que o cérebro é capaz de crescer, se for exercitado. Como resultado, os estudantes atingem as suas metas com maior sucesso.

Palavras-chave usadas para descrever uma experiência de aprendizagem bem-sucedida são relacionadas com uma mentalidade de crescimento.
Nas formações de professores e professoras para a disciplina de Educação Digital, da Geekie, as palavras-chave usadas para descrever uma experiência de aprendizagem bem-sucedida foram relacionadas com uma mentalidade de crescimento.

Já as pessoas de fixed mindset (mentalidade fixa ou atitude negativa) acreditam que nasceram com uma cota de inteligência que não irá mudar. Elas deduzem que a inteligência (e outros talentos, qualidades, habilidades) tem características fixas que não podem ser significativamente desenvolvidas. Errar para essas pessoas, é algo insuportável. Elas tendem a evitar desafios e experiências novas com medo de parecerem menos inteligentes (Endeavor Brasil).

Exemplos de pensamentos de pessoas com um fixed mindset predominante…
“A matemática é muito difícil.”
“Eu não vou tentar porque vou falhar.”

É importante reconhecer as diferenças de nossas atitudes e nossos comportamentos em situações variadas. Por exemplo, emoções positivas como o orgulho e a felicidade vêm da superação de desafios. Porém, quando estamos presos em um fixed mindset, emoções negativas como a ansiedade ou o desespero podem servir como dicas para que mudemos  o nosso pensamento.

* Claire Arcenas é apaixonada pela pesquisa realizada pelo Projeto Zero na Harvard Graduate School of Education (EUA). Ela integra-a ativamente em suas práticas de ensino, construindo assim uma cultura de pensamento que aprimora o ensino e o aprendizado. Lecionou internacionalmente por 17 anos, trabalhando e vivendo na Guatemala, Zâmbia e Brasil. Mais recentemente, foi professora da Graded American School de São Paulo. Durante seus 5 anos na Graded, ensinou educação física e educação em saúde. É mestre em educação pela Framingham State College (EUA) e bacharel em educação pela Universidade de Toronto (Canadá). É também formada em artes em espanhol, em ciências e em educação física e educação em saúde pela Queen’s University em Kingston, Ontário (Canadá). Claire é uma Educadora da IB (International Baccalaureate) e, desde 2009, lidera e facilita workshops pedagógicos para o Primary Years Programme. Atualmente ela trabalha como Designer pedagógica na Geekie.

SHARE

Growth mindset: como a mentalidade de crescimento pode ajudar na Educação