Geekie em Pauta

Geekie no Fórum Econômico Mundial: prêmio e acesso a três presidentes da República e um Nobel

Presidente do Haiti disse a Claudio Sassaki que solução da Geekie poderia evitar fuga de haitianos do país; empresário e o sócio Eduardo Bontempo teriam nesta 5.ª conversa com Prêmio Nobel de Economia

Um evento com 800 líderes de 45 países. No palco dois brasileiros conversam com três presidentes da República ao receber uma premiação inédita para a educação do País – ou melhor, para a tecnologia educacional desenvolvida no Brasil. Este foi o cenário da entrega hoje (7/5) do Prêmio Empreendedor Social 2015 aos sócios-fundadores da Geekie, Claudio Sassaki e Eduardo Bontempo, durante a seção latina do Fórum Econômico Mundial, no México.

“O presidente do Haiti me disse que um produto como o da Geekie poderia capacitar mais o povo do seu país, evitando que os haitianos tenham que migrar em busca de oportunidades”, contou Sassaki, que teria ainda nesta quinta-feira uma conversa com o Prêmio Nobel de Economia Joseph Stiglitz para explicar detalhes do trabalho da startup de tecnologia educacional.

O empreendedor brasileiro conheceu ainda os presidentes do México e da Colômbia. “Também discuti com o ex-ministro do Planejamento da Venezuela sobre os benefícios da aprendizagem personalizada e de como fazer isso em larga escala”, revelou o empreendedor brasileiro.

Bontempo ficou impressionado com a visibilidade alcançada pela Geekie no fórum, em meio a pesos pesados do mundo político (ao todo o evento atraiu 7 presidentes e 11 ministros de Estado) e empresarial, além de formadores de opinião de expressão global. “Fomos reconhecidos pelos principais líderes privados e públicos. Isso passou a sensação de que o trabalho que estamos fazendo está no caminho certo”, disse.

A Geekie foi beneficiada por combinar dois aspectos que estão sendo muito comentados na edição deste ano do fórum, ao lado de temas econômicos e empresariais clássicos: a educação e o empreendedorismo. “Educação aqui tem sido um tema recorrente do ponto de vista de transformação da sociedade”, disse Bontempo. “E também estão falando muito do empreendedorismo como ferramenta de mudança.”

Tanto o Fórum Econômico Mundial quanto o Prêmio Empreendedor Social são organizados pela Schwab Foundation. Este ano, o júri da premiação destacou ao todo o trabalho de 31 representantes de 25 organizações que atuam em 45 países. A fundação, cujo presidente, Klaus Schwab, participou da cerimônia com Sassaki e Bontempo, vai levar os brasileiros também para a reunião global do Fórum Econômico Mundial, em setembro, na China.





Baixe o ebook gratuitamente: Por que os educadores precisam ir além do data show




2.161 Comments