Colunas

Como utilizar o cubo mágico nas aulas de matemática

Fabio Aparecido mostra um passo a passo de como utilizar o cubo mágico nas aulas de matemática para engajar os alunos na matéria. Confira!

Para dar continuidade na proposta pedagógica de usar o cubo mágico nas aulas de matemática, sugiro ler meu artigo anterior antes. Clique aqui.

Você aprendeu a montar o cubo mágico em sete passos? Qual era a sua opinião quando você via uma pessoa montar o cubo mágico? E agora, o que você acha?

O que você realizou em sete etapas é chamado de algoritmos – isto é muito utilizado em linguagem de programação de computadores e na própria matemática.

Você percebeu que houve uma leitura, interpretação dos vídeos e, em seguida, uma concentração e raciocínio para iniciar a montagem completa?

Isso também é o que acontece com os alunos: eles fazem uma leitura, interpretam, e, em seguida, se concentram e raciocinam para realizarem a montagem.

Quais são as etapas para utilizar o cubo mágico nas aulas de matemática?

Antes de começar o projeto, eu sugiro que você se programe para utilizar pelo menos uma aula semanal da disciplina.

  1. Primeiro, apresente o cubo mágico aos alunos e pergunte: o que vocês acham da pessoa que monta este cubo? Você pode mostrar aos alunos alguns vídeos de motivação, como, por exemplo, esse e esse, para incentivar o debate.
  2. Peça aos alunos para comprarem cubos mágicos simples, que são encontrados em lojas de R$ 1,99.
  3. Em seguida, faça uma demonstração da montagem para os alunos em sala de aula. Você pode pedir para que os estudantes formem grupos e manipulem o cubo.
  4. Mostre um vídeo sobre o método de camadas para os alunos. A minha sugestão é passar esse aqui, que explica a montagem da cruz branca pelo método de camadas. No final do vídeo, proponha aos alunos que realizem a atividade e procure sempre auxiliá-los nesta etapa. Você pode deixar esta atividade como tarefa de casa para os alunos.
  5. Na próxima aula, mostre a parte dois do vídeo anterior, que está aqui e que explica a montagem da primeira camada. No final do vídeo, proponha a atividade como tarefa de casa.
  6. Peça outra tarefa baseada no vídeo anterior da parte dois do método de camadas – agora, pensando na montagem da segunda camada.
  7. Acompanhe os alunos individualmente para fazer a montagem até a segunda camada e verifique suas dificuldades.
  8. Passe outros vídeos relacionados para os alunos assistirem como tarefa de casa. Você também poderá utilizar o cubo como parte da avaliação em matemática.

Daí em diante, é possível que os alunos fiquem mais entusiasmados para montar o cubo completo.

Uma sugestão bem interessante para engajar os alunos é organizar um campeonato interno na escola. Se você conseguir, leve-os para participarem de um campeonato oficial ou intercolegiais. Veja, clicando aqui, os próximos eventos.

Como trabalhar com o cubo mágico após a maioria dos alunos aprenderem a fazer a montagem?

Durante as aulas de matemática, você pode passar uma tarefa para os alunos e, em seguida, chamar um a um para fazer uma montagem sentado ao seu lado marcando o tempo. Uma sugestão que eu utilizei foi montar uma tabela de pontos na nota de matemática de acordo com o tempo que o aluno monta.

Com tudo isso, você irá perceber que o comportamento dos alunos na sua aula irá mudar: eles passarão a fazer as atividades de forma mais proativa, ficarão mais participativos e motivados e também irão aprimorar seu desempenho e auto-estima.

Sucesso no seu novo desafio.

Leia mais:

* Professor Fabio Aparecido é professor de matemática com experiência de 15 anos. Atua no Centro Paula Souza (CPS) e na Secretaria da Educação do Estado de São Paulo. É licenciado, bacharel e especialista em matemática pela UFscar. Curta no Facebook clicando aqui e siga seu canal do Youtube clicando aqui.

O projeto de Fábio “O uso do cubo mágico nas aulas de matemática” está participando da votação para fazer parte da programação das palestras do Campus Party 2019. Vote aqui!

SHARE

Como utilizar o cubo mágico nas aulas de matemática