Colunas

Como utilizar o cubo mágico nas aulas de matemática

Fabio Aparecido mostra um passo a passo de como utilizar o cubo mágico nas aulas de matemática para engajar os alunos na matéria. Confira!

Para dar continuidade na proposta pedagógica de usar o cubo mágico nas aulas de matemática, sugiro ler meu artigo anterior antes. Clique aqui.

Você aprendeu a montar o cubo mágico em sete passos? Qual era a sua opinião quando você via uma pessoa montar o cubo mágico? E agora, o que você acha?

O que você realizou em sete etapas é chamado de algoritmos – isto é muito utilizado em linguagem de programação de computadores e na própria matemática.

Você percebeu que houve uma leitura, interpretação dos vídeos e, em seguida, uma concentração e raciocínio para iniciar a montagem completa?

Isso também é o que acontece com os alunos: eles fazem uma leitura, interpretam, e, em seguida, se concentram e raciocinam para realizarem a montagem.

Quais são as etapas para utilizar o cubo mágico nas aulas de matemática?

Antes de começar o projeto, eu sugiro que você se programe para utilizar pelo menos uma aula semanal da disciplina.

  1. Primeiro, apresente o cubo mágico aos alunos e pergunte: o que vocês acham da pessoa que monta este cubo? Você pode mostrar aos alunos alguns vídeos de motivação, como, por exemplo, esse e esse, para incentivar o debate.
  2. Peça aos alunos para comprarem cubos mágicos simples, que são encontrados em lojas de R$ 1,99.
  3. Em seguida, faça uma demonstração da montagem para os alunos em sala de aula. Você pode pedir para que os estudantes formem grupos e manipulem o cubo.
  4. Mostre um vídeo sobre o método de camadas para os alunos. A minha sugestão é passar esse aqui, que explica a montagem da cruz branca pelo método de camadas. No final do vídeo, proponha aos alunos que realizem a atividade e procure sempre auxiliá-los nesta etapa. Você pode deixar esta atividade como tarefa de casa para os alunos.
  5. Na próxima aula, mostre a parte dois do vídeo anterior, que está aqui e que explica a montagem da primeira camada. No final do vídeo, proponha a atividade como tarefa de casa.
  6. Peça outra tarefa baseada no vídeo anterior da parte dois do método de camadas – agora, pensando na montagem da segunda camada.
  7. Acompanhe os alunos individualmente para fazer a montagem até a segunda camada e verifique suas dificuldades.
  8. Passe outros vídeos relacionados para os alunos assistirem como tarefa de casa. Você também poderá utilizar o cubo como parte da avaliação em matemática.

Daí em diante, é possível que os alunos fiquem mais entusiasmados para montar o cubo completo.

Uma sugestão bem interessante para engajar os alunos é organizar um campeonato interno na escola. Se você conseguir, leve-os para participarem de um campeonato oficial ou intercolegiais. Veja, clicando aqui, os próximos eventos.

Como trabalhar com o cubo mágico após a maioria dos alunos aprenderem a fazer a montagem?

Durante as aulas de matemática, você pode passar uma tarefa para os alunos e, em seguida, chamar um a um para fazer uma montagem sentado ao seu lado marcando o tempo. Uma sugestão que eu utilizei foi montar uma tabela de pontos na nota de matemática de acordo com o tempo que o aluno monta.

Com tudo isso, você irá perceber que o comportamento dos alunos na sua aula irá mudar: eles passarão a fazer as atividades de forma mais proativa, ficarão mais participativos e motivados e também irão aprimorar seu desempenho e auto-estima.

Sucesso no seu novo desafio.

Leia mais:

* Professor Fabio Aparecido é professor de matemática com experiência de 15 anos. Atua no Centro Paula Souza (CPS) e na Secretaria da Educação do Estado de São Paulo. É licenciado, bacharel e especialista em matemática pela UFscar. Curta no Facebook clicando aqui e siga seu canal do Youtube clicando aqui.

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *