Notícias

Avaliação formativa: mais do que um instrumento, uma concepção

Por Fabio Oliveira, Analista de Avaliação Educacional da Geekie

Terceiro artigo do Especial Geekie Avaliação no ar!

Nos artigos anteriores, falamos um pouco sobre como a avaliação externa pode ajudar na  gestão da escola e sobre as diferenças entre TCT e TRI. Agora vamos falar sobre os tipos de avaliação, começando pela avaliação formativa.

Precisamos falar sobre avaliação

Bastante debatida entre educadores, gestores públicos e sociedade, a avaliação das aprendizagens no contexto escolar deixou de fazer parte de um discurso de vanguarda. Cada vez mais, educadores, deparando-se com repetidos insucessos dos seus alunos, sentem a necessidade de uma mudança substancial em relação ao desenvolvimento dessa prática. Para aprofundar esse debate, é importante conhecer os tipos de avaliação, suas diferenças e semelhanças e quais ações pedagógicas elas proporcionam. Vamos começar pela avaliação formativa.

Características da avaliação formativa

A avaliação formativa propõe o acompanhamento do desenvolvimento das aprendizagens do aluno. O resultado desse acompanhamento são informações que alimentam e direcionam de forma significativa a ação pedagógica, aproximando de maneira considerável professor e aluno.

Nesta proposta, informar-se sobre os erros e acertos do aluno é um elemento importante como ponto de partida para uma investigação docente que objetiva a compreensão dos obstáculos e, posteriormente, a sua superação. Dessa forma, a avaliação assume uma função informativa, tanto para o professor quanto para o aluno. O que vai defini-la como formadora é a reflexão ocasionada pelas informações trazidas pelo instrumento, propiciando novas ações que consolidem o desenvolvimento do ensino e aprendizagem.

Nesta forma avaliativa, a relação cíclica análise e ação deve ser contínua, intrinsecamente interligada à ação docente. O uso das informações pode seguir várias trajetórias diferentes, mas deve culminar na efetivação da atividade de ensino, na ampliação de conceitos e, consequentemente, no aprendizado.

Portanto, o conceito de avaliação formativa está relacionado a uma mudança de concepção do ato de avaliar. Assumindo essa concepção, é preciso debruçar-se sobre os dados produzidos pelas avaliações, a fim de atribuir-lhes uma utilidade significativa dentro da prática docente. A utilização e a diversificação de instrumentos de avaliação podem colaborar para uma melhor compreensão das diferentes realidades encontradas no contexto escolar.

Geekie e avaliação formativa

A avaliação formativa é uma prática de avaliação contínua, de caráter remediador. Nesse sentido, as avaliações Geekie buscam complementar as avaliações internas e  dar condições para que os professores possam assumir essa concepção formativa. O intuito é agregar informações úteis que possam ser consideradas nas intervenções docentes.

A Geekie Formativa ajuda a escola a levantar informações que podem direcionar a prática docente para uma intervenção imediata. Essa avaliação busca estar atrelada ao conteúdo tratado no bimestre ou semestre, bem como considera os diferentes níveis cognitivos requeridos.  

Os relatórios disponibilizados pela Geekie Formativa ajudam a otimizar o planejamento e replanejamento das aulas, tornando as práticas pedagógicas mais precisas e focando nas dificuldades dos alunos.

Para saber mais, escreva para luciana.soares@geekie.com.br .

Achou o assunto interessante? Então anote na agenda: o próximo artigo será sobre avaliação somativa.

Especial Geekie Avaliação

Fique ligado nos temas do Especial Geekie Avaliação!

  1. Avaliação externa e o papel na gestão da escola
  2. TCT (Teoria Clássica dos Testes) e TRI (Teoria de Resposta ao Item)
  3. Avaliação formativa
  4. Avaliação somativa
  5. Saiba por que é possível tirar mais de mil ponto na prova do Enem
  6. Critérios de montagem de prova

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *