Colunas

A importância da alfabetização científica na educação básica

Neste artigo, Carolina Brandão fala sobre a importância da alfabetização científica, também conhecida como letramento científico, para o desenvolvimento de uma criança e na formação de cidadãos conscientes.

.

A alfabetização é um termo muito conhecido para quem não é da área da educação: todos sabem instintivamente que, quando falamos sobre alguém ser alfabetizado, quer dizer que essa pessoa aprendeu a ler e a escrever. No entanto, o termo alfabetização científica não é tão familiar, inclusive entre as pessoas que trabalham com educação. Em meio a tantas definições confusas e até a um uso excessivo do termo em contextos não tão apropriados, a alfabetização científica permanece sendo um tema muito falado, mas pouco aplicado.

Alfabetização científica vem do termo em inglês Science literacy, que também pode ser traduzido como letramento científico. Da mesma maneira que uma pessoa é alfabetizada para ter a capacidade de ler e interpretar o mundo que a rodeia, a alfabetização científica deve fornecer conhecimentos científicos suficientes para que esta pessoa saiba interpretar fenômenos e resolver problemas em sua realidade.

Segundo Paulo Freire, a alfabetização é um processo que permite conexões entre o mundo em que a pessoa vive e a palavra escrita. Desta forma, podemos fazer um paralelo dizendo que a alfabetização científica acontece quando a pessoa consegue fazer conexões com o conhecimento científico e o mundo ao seu redor.

Quando falamos de alfabetização científica, a maioria das pessoas pensa automaticamente apenas nas ciências da natureza, por isso é importante ressaltar que as ciências humanas também devem ser contempladas nesse conceito.

.

Por que a alfabetização científica é importante?

As pessoas alfabetizadas cientificamente aprendem como se deve questionar e o aprendizado se dá principalmente por meio do questionamento e da investigação. Desta forma, se tornam pessoas críticas, com pensamento lógico e que desenvolvem a habilidade de argumentar.

A alfabetização científica é uma grande aliada da formação cidadã dos estudantes, já que tem como objetivo a apropriação dos conhecimentos científicos por parte dos alunos. Ela visa promover mudanças a fim de proporcionar benefícios para as pessoas, para a sociedade e para o meio ambiente.

.

Como trabalhar com a alfabetização científica nas escolas?

Na educação básica, é importante que o ensino parta de atividades problematizadoras e que os alunos consigam relacionar os temas com a realidade deles. É fundamental que o ensino mostre a ciência como um elemento presente no dia-a-dia e que os conhecimentos adquiridos em sala de aula possam (e devam!) ser relacionados com a tecnologia, a sociedade e o meio ambiente.

Além disso, é de extrema importância que os estudantes compreendam o ser humano como parte do meio ambiente e que possam influenciá-lo de maneira positiva e/ou negativa e, assim, que também sejam influenciados por esse meio. Desta maneira, estaremos não somente ensinando disciplinas nas escolas e sim formando cidadãos que terão capacidade de promover mudanças significativas em suas realidades.

.

Fontes:

.

Leia outros artigos da Carolina:

.

*Carolina Brandão é bacharel em Ciências Biológicas com habilitação em Biologia Marinha pela Unesp e pós-graduada em Manejo e conservação de fauna silvestre pela Universidade de Santo Amaro. Trabalha como redatora, editora e revisora técnica de materiais didáticos desde 2010 atuando na área de Ciências da Natureza. Em 2014 ingressou na Universidade de São Paulo no curso de licenciatura em Ciências. Entrou para a Geekie no início de 2017 e atua hoje como editora de textos.